25 de jul de 2016

Desabafo 2

“O vácuo da insignificância assombra os seus medos mais ocultos, liberando as entradas ao subconsciente para as amarras do desconhecido, que continuam cantando junto às tempestades infundadas.

24 de jul de 2016

Trecho 20

"A linha - velha vida - separa o seu arco desesperador circulando e assombrando cada dia mais, todos os medos oriundos dos descasos conjuntos que rodeiam a sua cabeça.

20 de jul de 2016

Trecho 19

"...e foi visto que absolutamente ninguém conseguirá sentir uma letra do seu livro, a menos que tenha andado um pouco o (em seu) alfabeto.

Nada é tão incrível quanto o suspiro dos silêncios turbulentos, que circulam as redondezas iluminadas.

..."

Um coração que não nasceu